Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Nesga de luz

Nesga de luz por onde os barcos passam Azul de todos os azuis Cinza de todos os cinzas Laranja de todos os laranjas Minha janela...minha espera... Minha profundidade.   Imagino no cheiro da (...)

Teia

No fino fio a teia encrespada Na súbita folha a queda dos olhos Aspiro o rasto do nevoeiro Despenho-me nas asas de uma borboleta E abraço a salinidade do crepúsculo   Clandestinas flores (...)

Todos os dias

Todos os dias ao acordar esperamos que "o dia" seja mais que um dia, que seja uma viagem, que seja um socalco que subimos em direcção à felicidade, e depois... seguimos de mangas (...)

Gaveta de papel...

Ateio a fogueira onde crio os sonhos Barricado em abismos que transponho.   Do bafo das árvores espreitam as noites Sentado no destino enlouqueço os jardins E a morte...disforme...aquece o cachimbo

Absoluto

Também tu me embalas como quem esquece a noite Também tu me enredas nesse cravo apontado ao pensamento Tu meu teorema assombrado...tu minha pele... Tu meu medo e meu segredo.   Na minha orla (...)

Germinações...

Germina fulgurante sombra...cresce nesse sentir de lua gelada Já não me espera a humidade corrosiva dos dias Já não me arrasto para a cave entumecida Agora perco-me num jardim de rosas estioladas Agora furo o tecto do mundo

Cedências...

Cedo-te o meu tempo e o meu outono Cedo-te a casca de cada árvore onde impera o meu nome Cedo-te os segredos do deserto onde o tempo não tem ferrugem E cedo-te a faca...com que me arrancarás (...)