Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

Requintadamente contemplo os rostos das crianças

Disfarçado de louco imito um Deus que embala a noite nos braços sonâmbulos
Enquanto convido todos a tomar um banho de realidade
Liberto risos...e pinto moribundos em compotas de mel
depois bebo no seio da avidez a elegância aflita da ingenuidade
E requintadamente contemplo os rostos das crianças
Cujos olhos doces me fazem lembrar os dias recuados
Em que a recepção que me aguarda no céu...
Não passava de um tempo distante!

Vestida de noite estrelada!

Vejo-te na folha do chá que me aquece as noites invernosas
Vejo-te na raiante flor suspensa sobre o crepúsculo
Ouço-te na altiva ânsia dos sinos a rebate...
Que acendem a tela onde projecto a minha clausura
Ouço-te no fragor da pedra onde vou esculpir os meus beijos
Porque és a bainha onde descanso a espada...
És a minha impaciência... desmesurada...
E eu...sou a taciturna criança perdida
Que ansiosa pelo teu contentamento
Espera ver-te chegar...
Vestida de noite estrelada!