Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

Diz-se que os homens são todos irmãos..

Diz-se que os homens são todos irmãos..quando se deveria dizer que os homens são todos...humanos...se um leopardo não é irmão de tigre ou de um leão...porque é que um branco há-se ser irmão de um africano ou de um asiático( ou vive-versa)?O que não quer dizer que não possam ser amigos.Se fôssemos todos irmãos então teríamos de sê-lo também dos animais já que são seres como os humanos...só que possuem um pouco mais de inteligência, pois não se preocupam com ninharias..apenas sobrevivem e desfrutam do que a natureza lhes dá...sem preocupações!!!!!!

 

Como poderia eu saber

Como poderia eu saber que dentro dos teus olhos...

A vida era como um prado florido

Como poderia eu conhecer ...esse gesto crepuscular

Se o nome dos oceanos não estava escrito na tua face

E à beira-mar o sangue das pérolas alastrava pela cálida tarde

Por vezes sabemos as coisas que os dias nos contam

Dias feitos de redes remendadas..solitárias como velas cortando o mar

Ninguém viu o punhal que atravessa a solidão

Nem o amor que desembarcou numa ilha distante

Como seriam felizes os dias de sol espantado pelo teu regresso

Se o teu nome viesse escrito num vestido de linho esvoaçante

Como uma porta aberta..por onde o mar entrava...

E eu me perdia...

 

Se o tempo parasse o homem seria eterno?

Se o tempo parasse o homem seria eterno? Claro que não, a vida não pára e mesmo que não existisse tempo, haveria sempre um começo e um fim para o homem. Podemos dizer que a nossa morte é a antecipação do nosso futuro. O homem vive em ciclos em círculos e em rectas. Nas rectas está o saber empírico que carregamos de geração em geração, nos círculos está a nossa vida há um princípio e um fim e nos ciclos estão as gerações que nos precedem e a morte é o ponto derradeiro da substituição de gerações. Diz-se que o homem é o único animal que conhece o seu fim, mas porque é que, quando um animal é perseguido por outro ou pelo homem, foge? Saberá esse animal que vai morrer? Conhecerá esse animal a morte? Não sabemos, apenas sabemos que quando um animal que nos pode matar... nos persegue...também fugimos, porque é esta a nossa natureza de animais, fugir do perigo, e não fugir da morte...



 

Dissertação sobre a verdade de ser Homem

Todos os filósofos e teólogos procuram a verdade e procuram-na nos céus, os céus, esse caos desordenado e sempre em movimento que nos arrasta pelo espaço como se fôssemos poeira. Esse espaço sem passado nem futuro que apenas está...ali..à mão do nosso olhar, e nos diz que somos imensamente pequenos para entender a sua grandeza. é no espaço que está todo o nosso passado, todo o nosso futuro, todas as filosofias e todas as religiões. Todas as ansiedades e murmúrios da nossa alma provêm de lá,desse acontecer contínuo que se prolonga para além de toda a compreensão. Derradeiro sustentáculo do tempo,especulação viva do antes e do depois, do fluir das ideias e do espírito, da vontade do homem se erguer sobre si e ao mesmo tempo do fracasso de ser eterno...

 

Vivemos numa guerra eterna...

Penso que entre nós tudo vai às avessas, que ninguém já sabe qual é o seu lugar, nem a sua ocupação, nem o que faz ou o que deve fazer, e que, excepto à mesa, em que tudo está satisfeito ou em que todos parecem estar de acordo, o resto do tempo se passa em querelas impertinentes: membros do parlamento contra membros do parlamento,homens de letras contra homens de letras,financeiros contra o povo, mulheres contra maridos,famílias contra famílias, religiões contra religiões, enfim, uma guerra eterna... (texto inspirado em Cândido ou o optimismo de Voltaire, escrito em 1759)...afinal chegamos à conclusão que o mundo permanece igual com o correr dos séculos, e que a pretensa sociedade desenvolvida é tão atrasada como a do século XVIII...

 

DEIXEM OS MORTOS EM PAZ...

É um espectáculo abominável aquele a que estamos a assistir na televisão acerca do número de mortes do fogo de Pedrógão Grande, agora até temos especialistas a perorar nas tv`s sobre a contagem dos mortos, tipos que de certeza tiraram mestrados em mortandade...já agora e só para colocar o governo em xeque também deveriam contar os que morreram na região, naquele dia fatídico, de cancro, enfisemas,calos, ataques cardíacos...etc..pelo amor de Deus... que se existisse não deixava ninguém morrer..deixem os mortos em paz e parem com a morbidez noticiosa...

 

Vinhas feliz silenciosa e nua...

 

Vinhas feliz silenciosa e nua...trazias contigo o coração insone..aceso

À tua volta o tempo ciciava por entre os rigores do inverno

Sabias que já não havia naufrágios e o sal permanecia agarrado ao teu corpo

Também sabias das filas intermináveis de pessoas desejosas de abraçar o mundo

Sabias do luto e da transpiração das casas

Ventos longínquos traziam o aroma de trigos e amores incertos

Rudes tons desbotados pelas lembranças..vinho e tempo juntos numa prece

Dormitas agora com a boca engelhada pelos dias de sol

Como se fosses um navio acostado aos seios quentes da maresia

A tua parte obscura senta-se encolhida junto à borda dos dias

Cantilenas espreitam dos barcos encalhados..secretos...como fantásticos fantasmas

E pensas nas cores e na gordura que cobre...

Pensas nos xailes negros que gravitam em torno de uma insónia

És como um coração de jade acabado de se dar ao mundo

Exausta ...como um retrato arrumado na gaveta mais esconsa

Ainda és tu..ali..de pé...

 

O banquete da vida

 

Muito embora se diga que é o petróleo e o dinheiro que movem o mundo, isso não é verdade. O que move o mundo é a comida. A vida não passa de um enorme banquete,(no pensar de uns),de uma enorme carnificina,( no dizer de outros), e de um enorme prado,( na boca dos vegans). A verdade é que todos somos comida. Neste momento há milhões de pessoas a comerem animais, milhões de animais a comerem outros animais, e biliões de vermes a alimentarem-se de homens...ah..também há o homens-verme que se alimentam de outros homens. De facto a vida é uma enorme mesa onde passamos os dias a dar ao dente, enquanto nos vamos iludindo com os likes, os posts e as roupas de marca...