Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

Nos degraus mudos avistámos a sombra da noite

 

Nos degraus mudos avistámos a sombra da noite

Perdemos o sabor das palavras..esquecemos o choro das sílabas

A nossa voz era um fio por onde deslizava o segredo magoado das casas

Como um osmótico dragão a correr nas veias do tempo

E se um dia a tristeza florir como uma rosa

E se um dia bebermos desse tempo caprichoso das cerejas

Todas as paisagens serão mundos novos à espera dos dedos inflamados do mar

Mas se a sofreguidão que brilha em nós já não nos assusta

E se os compêndios disfarçam névoas e saberes

Se no nosso ventre se acumula nojo e prazer

É porque avistámos o nosso corpo náufrago..despido...

Como se vivesse num túnel feito de lendas e séculos

E mesmo que a bomba de neutrões faça calar a ambição dos bêbados

E mesmo que a morte se deite em divãs de seda

Dentro de nós surgirá a infusão apocalíptica dos  muros destruídos

Dentro de nós surgirá a volúpia de sermos sagrados

E náufragos...e secos..e maus...

E escassos!