Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

A eutanásia em debate

Há uma espécie de luta nos debates sobre a eutanásia. De um lado estão aqueles que se acham no direito de impôr aos outros a sua concepção da vida. Do outro estão aqueles que pensam que se deve dar a possibilidade de escolher (entre viver ou morrer), a quem já não tem esperança e está em sofrimento, mesmo que esse sofrimento seja mitigado pelos cuidados paliativos. De um lado está uma maneira de ver as coisas imposta pela Igreja Católica, do outro lado estão os que acreditam que democracia é dar a possibilidade de escolha, uma possibilidade livre de dogmas e de falsas ideias de legalização da morte. Legalizar a morte é o elemento básico dos detratores da eutanásia, esquecem uma coisas tão simples como esta: é que quem não quiser praticar a morte assistida tem todo o direito de o não fazer, só podemos é negar essa possibilidade a quem está no fim da vida e não encontra razões para viver mais tempo em sofrimento. Dizem os que são contra que o que é preciso é desenvolver os cuidados paliativos, como se isso resolvesse o problema do sofrimento psicológico de quem já não se sente com força para enfrentar o seu fim. Nesta divergergente concepção de vida, uma coisa é certa, ninguém deve impedir ninguém de fazer com a sua vida o que bem entender.