Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

A cultura e os fundos europeus

Podíamos aproveitar esta oportunidade (os fundos europeus) para fazer de Portugal um país diferente. Podíamos aproveitar para tornar a cultura num dos pilares do desenvolvimento. Primeiro começava-se por criar uma rede nacional de teatros, anfiteatros, cinemas e locais onde se realizassem concertos de música. Depois as Câmaras Municipais desenvolviam uma política verdadeiramente cultural, promovendo a arte nacional, a música nacional e o teatro nacional. O povo português está sedento de cultura e tirando as grandes cidades, a oferta é pouca ou quase nula. Mesmo nos arredores de Lisboa poucos espectáculos estão disponíveis, ( estou a falar dos tempos normais). Imaginemos que a cultura musical se desenvolve a partir das escolas primárias, que o mesmo acontece com o teatro, a pintura a escultura, etc. é toda uma indústria que se pode criar e desenvolver. A cultura pode criar dezenas de milhares de postos de trabalho. A cultura não tem que dar prejuízo, pode até ser rentável. Um dos problemas é que muitos autarcas não possuem a cultura de promover a cultura e as artes. Contudo há um exemplo do que falo num município do baixo-alentejo. Veja-se o caso de Castro Verde onde a Câmara Municipal promove dezenas de actividades ao longo do ano. Lá recebem os melhores artistas nacionais. Lá os espectáculos estão sempre cheios. E porquê? Porque foi desde há muitos anos implementada pelo Município uma política cultural.

6 comentários

Comentar post