Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

A fantasia de um selvático céu

Não sei de onde vem o mar

Mas todos os dias o espero

Como se fosse a praia onde ele vai desaguar.

 

Não sei de onde vem o dia

Mas entre a espuma e o ouro das manhãs

Lá estou eu...desperto...

Como quem dorme dentro de um milagre.

 

Não sei mesmo de onde venho

Mas a casa branca onde habito

Tem por tecto a fantasia de um selvático céu.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.