Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

A fonte do tempo

Seguindo errando pela fiel fonte do tempo...entretendo os olhos nas papoilas

vogo na tua mão como uma madrugada fiel...e sonho com luas despidas...

presas no teu olhar.

arremesso todas as pedras que encontro na memória...

o sol jorra sangue sobre os espelhos

é tempo de abraçarmos a corda que pende do sonho...verdades...desassossego...

dos nossos olhos descem sombrias flores...é o tempo da floração...

é o inverno a comer-nos os sexos...e as conchas lunares a apagarem-se num fio de luz...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.