Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

A liberdade e o esquecimento

 

"É precisamente quando nos habituamos à liberdade e já não a sentimos como o bem mais sagrado, que a secreta vontade de a violar brota das trevas do mundo dos instintos:"*

Bem verdadeiro este pensamento. É bom que aqueles que não souberam o que foi a ditadura se recordem, ou alguém lhes recorde que a liberdade é como o amor, não a podemos esquecer nem violar. Neste tempo em que os nazismos estão de volta, todos nos deveríamos esforçar para recordar esses negros tempos e lutar para que não voltem. A melhor forma de luta é recordar aos que não viveram nessa agonia da guerra,(não esqueçamos que também nós tivemos uma, ou várias), que sem liberdade a vida é um abismo sem fundo.

Nota - eu não vivi no tempo da segunda grande guerra, mas não é por isso que me esforço por lembrar a todos esses que apoiam a extrema direita, que a morte de milhões de pessoas inocentes aconteceu mesmo.

 

* Stefan Zweig e as causas que levaram Hitler ao poder.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.