Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

A lua floriu

Das flores pendem fios de seda...

Aranhas enlaçadas na carne estrangulada

Cardos fiéis juram cumprir promessas...

Como folhas de um tempo vestido de ausência.

 

Tenho sede...

Vogo num espelho que não diz a verdade...

Adormeço embalado pelo suco das papoilas..

Chegou o tempo das fontes e das cordas...

Chegou o tempo de estrangular a tua ausência com os meus olhos vagos... nus...

Fiéis apenas ao tempo onde o mar dorme...

 

Partiste numa negridão silenciosa...

Foste na fulgurante descida do tempo inerte...

 

O nosso corpo era o centro do mundo....

Agora o meu coração é um jorro de folhas outonais...

Que placidamente me dizem que a lua floriu!

8 comentários

Comentar post