Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

A minha bóia.

No rosto do céu reside o mistério...a dor...a aurora

No sonho do sorriso está a vida...a viagem...o sol

Estranhas brumas derramam-se pelas noites

Corremos o mundo como se fôssemos feitos de esquecimento

Os nossos corpos despojados

Foram feitos para adormecer dentro de rostos felizes

Tudo se reflete nas paisagens...o prazer...a eternidade..

Tu e eu fomos feitos de todos os prazeres

Fomos bosques e pássaros...pradarias nuas...

Pálpebras prometidas à natureza

Deixemos que o universo marque o ritmo do nosso corpo

Esse estranho corropio de imagens...

Encerradas em pele e olhos brilhantes

Os teus seios entreabrem-se como nuvens paradisíacas

Longos pássaros descem sobre a nossa carne raiada de fogo e paixão

Prometo-te que o Universo durará para sempre...

E que dentro dele estarei eu...também sempre...à tua espera

E...como um sol que se levanta no pulsar das palavras...

Digo-te que és o meu sufoco...a minha luz enternecida

A minha água açucarada...

A minha bóia.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.