Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

A nobreza dos homens...

Electra era filha de Clitemnestra e de Agamémnon. Este tinha sido assassinado pela mulher e por Egisto, com quem casou depois da morte do marido. Electra tinha um irmão, Orestes, que já não via desde criança, porque após a morte do pai, foi desterrado por ordem de Egisto. Para que não houvesse descendência nobre por parte de Electra, ela foi obrigada a casar com um camponês. Orestes vem procurar a irmã e encontra-a numa casa miserável, contudo antes de entrar nessa casa, Orestes diz;

 

Ah! Não nos é possível avaliar com segurança a virtude humana, pois tudo é confuso na natureza dos mortais. Já vi filhos de pais nobres sem qualquer valor e filhos valorosos nascidos de pais mesquinhos. Vi o lodo na lama de homens ricos e um espírito grandioso no corpo de pobres. Como distinguir o bem do mal? Pela riqueza? Mau critério a utilizar. […] mas quem olhando uma lança, pode atestar quem é bravo ou covarde? O melhor é julgar cada homem por si próprio; não há regras.

Este homem ( o camponês) não é grande entre os Argivos; nem é membro conhecido de nenhuma grande família, apenas um de muitos, é, contudo, ( pelo respeito com que trata Electra) um verdadeiro nobre. Vós que estais cheios de teorias vãs, porque não recuperais o bom senso para distinguir a nobreza dos homens pela sua conduta e pelo seu carácter? ***

 

Excerto da peça de teatro grego Electra de Eurípedes

2 comentários

Comentar post