Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Agora, estou muito feliz.

Todos vimos as imagens da devastação que o ciclone Idai deixou em Moçambique. Todos vimos o sofrimento de pessoas na miséria. Pessoas que já eram miseráveis. Pessoas que apenas sobreviviam com as parcas colheitas das suas machambas. Passados todos estes meses, a ajuda internacional ainda pouco fez por aquele povo.

 

Muitos ainda vivem em tendas sem qualquer condição de habitabilidade. Outros nem uma tenda possuem. Vivem sem apoio médico. Sem hipótese de conseguir trabalho.Sem dinheiro para se alimentarem. A eles e aos filhos.

 

E nós por cá vamos indo. Queixando-nos de tudo e de nada. Ameaçando e fazendo greves por dá cá aquele subsídio. Por dá cá aquela vantagem. Porque temos que sacar ao estado o que pudermos.

 

E vejo aquela mulher moçambicana. A viver numa barraca que não chegava a ser uma barraca. Com os seus filhos, (cinco, acho eu). Essa mulher, que vivia num pedaço de terra que o estado moçambicano lhe deu. Que vivia numa barraca que não chegava a ser uma barraca. Dizia com um enorme sorriso. Agora, estou muito feliz.

 

E a nós que temos quase tudo...o que nos falta para sermos felizes? Talvez possuirmos menos coisas!

12 comentários

Comentar post