Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Ao fim do dia...

 

Grande será o dia em que eu erguer a face

E contemplar essa comprida esteira de luz que se ergue entre mim e a paisagem

Se o sentimento for demais para mim

Se for maior que aquilo que possa suportar

Então talvez eu me encha de pasmo como um coração que descansa num ritual de paz

Todos os desesperos são apenas frutos que caem da vida

Todos os temores são razões sem razão nem forma

Mas há um brilho em cada palavra

Há uma letra em cada estremecimento do corpo

Que nos faz erguer os olhos cheios de surpresa

E acreditar...que o tempo é um sudário terno

Onde embrulhamos a nossa alma

Como se fosse um aconchega de mãe...ao fim do dia...