Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

Apenas com o coração!

Irrompe o sangue por cima das casas

As nuvens negras contam-nos que os homens partiram

Foram levados no dilúvio...cozidos em lume brando

E as crianças olham as mãos ...vazias de sonhos

Oh, se pudéssemos subir os degraus que levam ao paraíso

Se pudéssemos matar o tédio com o sangue frio

Se não aluíssem os muros em que nos encostamos

Se nos dissessem que somos vidro...brilhante...

Se nos dissessem que somos Midas

E que nos transformamos em ouro...a nós próprios...

Talvez assim nos tocássemos...uns aos outros...

Mesmo sem mãos...apenas com o coração!

7 comentários

Comentar post