Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

As migalhas que nos caem no colo

O melhor povo é o que se ocupa da agricultura.[...essas pessoas, pelo próprio facto de terem pouca fortuna, são muito trabalhadoras e não realizam com muita frequência assembleias nacionais. É-lhes mais agradável trabalhar do que ficar sentadas com os braços cruzados a deliberar sobre o governo.[...a prova da sua despreocupação, é o facto de terem suportado muito bem os antigos déspotas.[...quando os deixam trabalhar e não lhe tiram os bens.[...se têm alguma ambição neste aspecto,( a democracia), é mais do que satisfeita pelo direito ao sufrágio que se lhes permite nas eleições.” in -Aristóteles - Tratado da Política

 

Esta reflexão política de Aristóteles, tem o seu apogeu na nossa chamada democracia. Afinal seremos todos os agricultores que ele referia como sendo pouco exigentes em termos de democracia? Quer-me parecer que sim.

 

Nós ainda vamos dizendo alguma coisa. Ainda vamos protestando. E caímos sempre no mesmo engulho. Comemos as migalhas do voto. Deixem-nos trabalhar. Deixem-nos possuir o carrito comprado a crédito. A casa a crédito. O computador a crédito. A vida toda inteiriçada nos créditos. E dêem-nos o voto. Deixem-nos colocar o voto. E depois...deixem cair algumas migalhas da vossa mesa. Que nós agradecemos com cara de zé povinho.

 

Prezada classe política, abençoados sejam pelas manigâncias que nos tornam submissos.

5 comentários

Comentar post