Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

Asas de lua

Dormem os sentimentos no aconchego dos medos

Dormem enroscados no profundo mistério da alma

Dormem vigiados pelo tempo escorrido no presságio dos dias

Como areia num retrato mágico...fingido e sereno

Como uma ancestral noite branca

Que espera o seu estio

Não há cansaço nem tempestade

Não há segredos nem tormentos

Nem presságios ancorados na magia dos olhos

Há apenas o absoluto céu estrelado

Onde se abrem os parapeitos do silêncio

Que permanecem absolutos como sinas mágicas

Ou como palavras entreabertas aos corações imóveis...parados...caídos

Enquanto as árvores cansadas das manhãs cinzentas

Escrevem com tinta negra...sobre um deserto de jade

Que a nossa alma vive ancorada

Numa angústia com asas de lua.

 

 

8 comentários

Comentar post