Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Até que uma leve pluma nos toque o coração

Sejamos luz e mar...sulcos de sonho a fender o granito

Trágicos como a cinza...heróis como pontes que não atravessamos

E se o tempo cair como uma folha sobre a areia

E se a espuma nos entrar nos olhos como uma papoila amarga

Abramos veios no peito com o tamanho insano das janelas

E deixemos espraiar os olhos pelas longínquas searas amarelas

Bebamos a respiração das gaivotas

Até que uma leve pluma nos toque o coração.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.