Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Bem ou mal...

Descarnadas sementes descem do olhar divino

A madrugada traz-me o instante onde o silêncio agonia

De longe em longe anémicas chagas rondam a minha alma

Disperso-me pelas alucinações do que me resta

Ausento-me do meu nome...sei o que não sou

Há uma linguagem irreal à minha volta..

sacra ou colorida por mansas espigas florescentes

Mas falta-me saber quais são os gestos frios...

O irreal...o arrependimento

Procuro acordar dentro do meu suor

A minha mão chama-me...sou o instante apologético

O defensor das feridas

O espelho florescente das árvores

Bem ou mal...

A minha agonia vai de charneca em charneca

De ausência em ausência

Até um que dia uma bala me fira o espírito

E me faça descansar

Obrigatoriamente...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.