Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Bocas lavadas...

Eras tu a rota...a dança...o passo de magia

Eras a resina mastigada das flores

Eras a prece feita de melancolia

Eras o anjo feito por um destino salvador

Na sombra oculta do mar lavado

Ergueram-se soturnas aves assombradas

E o sal luzia no espanto das ondas

E tu corrias pela noite de areia

E eu afundava-me nas pedras que o teu corpo ocultava

Era outro o tempo...era outra a idade

Éramos dois sóis a clarear a orla do dia

Éramos duas imagens de sol a pôr

Com os cabelos nus como crinas cristalinas

E havia um tumulto deslumbrado nas areias

E havia um bailado de moreias

E houve uma primeira noite na orla do voo das águias

E houve no centro de nós uma consciência múltipla

E então erguemo-nos...como bosques nus....

E então poisámos sobre a espuma

E habitámos a planura do vento

Quebrando o espaço...mostrando ao tempo

Que o sonho vem do nevoeiro

E que nas dunas...as flores agoirentas

Ainda suspiram pela fantasia

Das nossas bocas lavadas pela... maresia...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.