Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Caixa de segredos...

Sou o guardião da tua caixa dos segredos

Recito verdades pela manhã e tenho olhos profundos à noite

Viajo como um bicho sem graça pelos versos quentes e doces

E exalto a luz ávida pela escuridão das palavras impronunciáveis

Vivo num miradouro que procura os teus olhos assediantes

Como os caprichos encantados de uma tentação salgada

Onde os vastos desejos proibidos fumegam como cachimbos de água.

Mostra-me esses olhos que se agitam no fundo de um mar negro

Como se fossem coisas nossas... e que gritam longamente pelos vestígios da mágoa

Reunamos então as orquídeas espalhadas pela desesperança

Num enorme ramo de mistérios aspirados pelo coração

E que um dia....talvez...

Requintadamente... enfeitem o nosso misterioso aperto na alma...

9 comentários

Comentar post