Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Cinza...

Nasci no gelo das pedras

Pisei o silêncio dos insectos

Procurei a vida na desordem do chão

E acordei abraçado ao impetuoso leito das trevas.

 

Neste lugar onde um dia brilharão as algas

Neste lugar nu de espelhos mágicos

Crescerá o bolor e a cinza

E das folhas secas nascerá um brilho de aves perdidas.

 

No avesso do mundo crescem aves de sóis

Dentro de mim cresce um cilício de sono desabitado.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.