Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Clarividência

Não procuro nem clarividência nem perfeição

Existo como um venerável acompanhante da vida

Não condeno fantasmas nem berços

Porque cada um vive dentro do seu deslumbrante dia

Exijo às minhas cavernas que desocupem o espaço onde estou a mais

Para que possa aceder ao mundo das sombras solitárias

Onde não imponho o som dos meus passos.

A ruas que os silenciam.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.