Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e cenas do quotidiano

folhasdeluar

Poesia e cenas do quotidiano

Coisas de dezembro

 

E pronto...estamos quase em dezembro.Adoro esta época porque é um tempo em que sinto que gostam de mim, sinto-me acarinhado, amado, sinto mesmo um travozinho na garganta com tanta atenção que me é prestada.É uma época em que no meu telemóvel não param de cair mensagens de pessoas que eu nem conheço,É fantástico saber que há tanta gente a pensar em mim....só ainda não percebi qual é a razão porque todos me querem impingir qualquer coisa, de perfumes a carros, passando por telemóveis e até  planos de férias,os meus amigos se lembram de me lembrar(passe o pleonasmo) que estão ali para mim, disponíveis para me enfiar qualquer coisa em casa,desde que a minha carteira seja como a do Toni Carreira, aberta a ajudar os mais desfavorecidos, a diferença é que eu não me quero livrar de nenhum tribunal senão... "faria-o"! ( atenção estou a plagiar o Toni).

 

5 comentários

Comentar post