Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

Crisálida incendiada

Em cada caminho um patamar de relâmpagos

Em cada claraboia um desfiar de memórias

O ar é a minha sede...

A minha abreviação das horas

No meu coração vive a luz dos poemas

A minha paisagem...

O meu sorriso chega na fome das palavras

Sou o cenário de luz

Onde os meus passos se incendeiam

E o meu corpo se agita na abreviação das falésias

Como se sobrasse de mim a deflagração da beleza

E o meu coração fosse a crista

De uma crisálida incendiada.

 

 

8 comentários

Comentar post