Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Delírio...

Passei por ela e só depois a reconheci...

Ela me desfez em voláteis pós de coral

Que ruíram como feridas que os abutres esgravatavam

Respirei-a sem a sentir...sem saber que fazia uma peregrinação pela dor

Nunca a avistei...fui insensível...como um vegetariano perante a carne...

Mas renasci no dia em que a queimei...em que as minhas entranhas se iluminaram

Em que a venci...mesmo sem saber qual o seu itinerário dentro do meu corpo

Que dor me possuiu?

Que dores possuíram os olhos que me viram nessa fuga de mim

Pego agora nessa noite... que essa paixão mística pela dor... me trouxe

E perscruto as memórias como quem passeia por delírios silenciosos...

Que apenas eu entendi …

3 comentários

Comentar post