Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Desafio dos 50...

Temos 50 anos e estamos a meio do mundo. A meio da idade. A meio de nos lembramos da infância. Temos 50 anos e estamos no limiar da porta. Do nascer do dia. Esperando o insensível entardecer. Usamos óculos. Apreciamos vinho. Gostamos de passar a mão pela cabeça das crianças. Talvez seja a nossa vontade, ou a nossa recordação de um tempo de ilusões. Aos 50 anos já sabemos pedir desculpa. Já sabemos que a vida não se faz com guerras e que no nosso comportamento reside o comportamento dos outros. Aos 50 anos ainda escorregamos na “casca da banana”. Ainda nos emboscamos em atrevidas filosofias. Ainda esmagamos o relógio da vida. Aos 50 anos já sabemos o que é a generosidade. A compleição física do ciúme. E procuramos não ligar à cinza da maldade. Também já não nos escondemos em perdões sem sentido. Gostamos de chá e torradas. E franzimos o sobrolho às coisas desagradáveis. Temos a espontaneidade dos generosos. Não nos arrependemos dos nossos “pecados”. E até nos convencemos que mais vale um sorriso que reparar em olhares idiotas. Não achamos piada a graçolas. Gostamos de abraçar e que nos abracem. Ainda sussurramos ao ouvido do amor. Ainda estamos na flor da vida. Ainda respiramos fundo. Às vezes só queremos secar as lágrimas. Outras vezes rimos desmesuradamente. Não temos paciência para sermões. E só precisamos de tomar um duche ao fim do dia...depois...

19 comentários

Comentar post