Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

Despertar

Na corda laça está o comprimento da vida

Na noite espraiam-se estrelas pequeninas

O passado é um vulto tímido a espremer o silêncio

Enquanto o vento se baloiça nas cordas da harpa

Os sons do martírio enlouquecem na sombra dos areais

E os homens procuram o obsessivo instante

Que os faça despertar..

10 comentários

Comentar post