Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Dissolução

 

Eu já sabia que os olhos são o sal e a forma das coisas

E também sabia que os olhos são a voz do silêncio

Por detrás de cada solidão há um olhar atento

Aos pássaros...aos passos...às luzes que se apagam...ao espaço

Sob um olhar aberto descobre-se um mar...uma nascente de água rasa

Se os olhos tivessem asas...

Talvez pousassem numa ruela onde as pessoas fossem...pessoas

E descobrissem na fugidia luz dos outros olhos...a chama esquecida das noites solitárias

Por cima de cada olhar...vive uma fantasia...um prazer...um nascimento

Abraçamos o olhar...bebemos o vinho...e traçamos voos nos vastos espaços da noite

Nascem-nos sorrisos...ventos breves...prazeres...somos a simbiose do que vemos

Podemos sentir que o corpo se acende numa incansável vontade de viver

Ou podemos simplesmente...dissolver-nos...