Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

E todo o pano cai

Abre-se um espaço na tarde

Desfalecem as fachadas em manchas cinzentas

O outono é uma vida...o céu é um estilhaço

A alegria um fogo redondo que corta a tarde

E todo o pano cai

E toda a noite acaba

E toda a eternidade se ateia nos nossos olhos.

 

Mesmo que um grito vibre e descreva uma órbita mortal

Mesmo que a luz se prenda ao eterno compasso dos passos

Mesmo que uma vela se acenda na penumbra das casas

Nada se detém no cerne da alma

Nada se repete na inconstância do sonho

Porque tudo é um esforço e uma contradição

Mesmo quando a cotovia nos embala com o seu canto

Mesmo quando a vida permanece frágil

Mesmo quando um jardim se despe

E as flores nos secam...os olhos.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.