Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Ecos...

Em redor de nós o pão feito do avesso

Uma luz azul cai na gaveta vazia

Os ecos do mundo dormem num charco de luz

A terra das sombras chora nas cinzas da mente.

 

Que tenho eu com isso?

Que ruas há nesta cidade onde não há fuga para a liberdade?

 

E depois...inventei acasos...por acaso

Deixei destinos no rasto das flores

Na minha boca cresceram ilusões

Os meus pés ganharam asas de desejos e...

Pus-me a caminho procurando as esquinas onde não houvesse guerras.

 

Cama de trevo...véu de basalto

Miserável mistério a cair a prumo...

Sobre a minha ansiedade....de tempestade.

 

É claro que por debaixo das palavras há um eco

Sei isso...porque sempre que lá mergulho

Me assusto com a sujidade das lágrimas...

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.