Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia

folhasdeluar

Poesia

Espero que chegues

Dentro do espaçoso mundo das palavras escavo a vida

Dentro de um outro tempo

Descubro eflorescências de sóis gretados

Caixas de correio onde não deixam mensagens

Lágrimas de estáticas ausências..agouros

Padecimentos de olhares inflamados...divindades

O teu corpo é uma divindade

É uma madrugada de rosto inclinado

Sobre um estilete abandonado

Minuciosa vigília encarnando numa pálpebra de luz

Adormeço...não sei definir o tempo

Parei na memória da poeira ausente

Escorro agarrado a uma sombra

Precária sombra...

Onde arrasto lentamente os gestos carinhosos

E ouço-te na secura da língua

Encontro-te na resina das noites

Deito-me lado a lado com o silêncio...lentamente

E espero que chegues...

8 comentários

Comentar post