Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Estrela vacilante

És sempre tu minha vacilante estrela

Que corre para me sentir os braços

És sempre tu minha comprida vela

Que se ergue de mim para habitar os espaços

 

Pegar na luz e oferecer a minha claridade

Pesar em balanças de gelo todas as verdades

Quebrar a primavera que vive nas tenazes

Sentir o enredo dos caminhos a despertar por dentro das raízes

E pensar nas coisas...que já não me esperam.

 

Apesar de tudo continuo aqui...

Como um grão de sal exposto à poeira das águas.

14 comentários

Comentar post