Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Falésia

Enquanto me perco nas costuras das ruas

Aproveito o largo céu para sorrir...

 

Avanço sobre o promontório onde a luz se despede

Deixo a minha sombra nos rochedos

Bebo o sangue das falésias

E abro o peito sobre a noite que cresce no mar.

 

Antes que o tempo caia na obscuridade da lua

Antes mesmo que o vento me povoe a alma

Construirei um destino com os olhos que caem no fogo das emoções

E depois...terei um pensamento limpo

Povoado por céus que espiam a minha escuridão...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.