Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Feliz

Feliz como quem não dorme e pode viajar por todos os cumes nevados

Por todos os rios e por todas as folhagens...

Por todas as flores de todas as cores

Feliz como o fogo que acalenta a casa nos dias em que o gelo cristalino desce as escarpas

Esse fogo que se derrama pelo recantos onde habitam leves raios de sol..doces e puros

Ouvi dizer que as cidades se alimentam das pessoas que se derramam pelas ruas..

E que no interior dessas pessoas vivem árvores repletas de frutos

Onde poderemos viver melhor no Inverno que junto a um cume nevado?

Cume de prata repleto de fugazes raios de luz que tingem os olhos de suavidade

É lá que habita a minha memória...em toda a imensidão  dos meus olhos...

Onde a terra se deslumbra nas fontes que alimentam os rios

Hoje sei onde posso encontrar a harmonia que me protege do rigor seco das tristezas

O sonho das Atlântidas...a feliz condição de ser fogo e pureza

Sei que posso falar com a estrela mais brilhante de Andrómeda..

E banhar-me em cem mil ribeiros

Posso entender a linguagem cristalina de todos os povos...

E posso ser a andorinha que atravessa o Saara...

Tal como posso ser o silêncio que se diverte com a linguagem suave dos salgueiros

Que no Tejo banham os seus ramos...

Enquanto as palavras escorrem pelas minhas mãos...

4 comentários

Comentar post