Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Finlândia...a escola modelo....

 

Agora que um novo ano lectivo está prestes a começar, é bom saber que em certos países se olha para o ensino como ele deve ser entendido. A Finlândia, país que não possui reservas minerais, aposta no ensino como o seu maior recurso. Na Finlândia o ministério da educação não se imiscui na vida das escolas, tudo funciona na base da confiança, assim, o ministério confia nos directores das escolas, estes confiam nos professores e por sua vez estes confiam na capacidade dos alunos para aprender. Neste país todos os professores têm um mestrado de cinco anos no ensino, durante cinco anos vão para as escolas aprender a ensinar. O ensino, os livros e até  as cantinas são gratuitos até aos dezasseis anos e os professores almoçam na mesma mesa que os alunos, aproveitando assim a hora das refeições para os ensinar a estar à mesa. Em cada sala de aula estão quinze alunos e dois professores, um deles é para ensinar os alunos que tenham mais dificuldade ou com necessidades especiais. Os currículos não mudam sempre que muda o governo, os currículos só são alterados de seis em seis anos, independentemente dos governos. A escola finlandesa não ensina apenas matemática ou ciências ou outras disciplinas, a escola ensina a trabalhar a madeira, o couro, a costurar, a cozinhar, a higiene, a música,( com instrumentos musicais), e outras artes. A escola proporciona às crianças um desenvolvimento cognitivo que lhes permite saber o que querem fazer no futuro. Na Finlândia não há ranking de escolas, são todas boas, e eles,( não perdem um tempo que é precioso para ensinar), a fazer rankings. Falta dizer que este sistema levou entre dez a vinte anos a ser implementado.

Agora que já temos o modelo, falta apenas o visionário que o implemente em Portugal.

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.