Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Germinações...

Germina fulgurante sombra...cresce nesse sentir de lua gelada

Já não me espera a humidade corrosiva dos dias

Já não me arrasto para a cave entumecida

Agora perco-me num jardim de rosas estioladas

Agora furo o tecto do mundo

Bebo os rasgões subterrâneos da alma

Até que a minha carne ensanguente o frio do inverno

Até que em mim cresçam a vozes do inferno

E eu sacuda esta lama de fogo...que me aquece

E me perca em cada encruzilhada.

 

Profunda voz que doira a ácida tarde

Opaca asa que se afasta da agudez dos gritos

Impaciente ausência...oco despertar

Quando de súbito...as aves se erguem e deixam um rasto no céu

Eu oculto o meu acordar...

E levito na ardência do meu nevoeiro...do meu respirar...

E sonho...