Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Gostava de te dizer

Gostava de ter a resposta que procuras

Gostava de te dizer

Que sou o caminho ladeado por flores

Que irradiam aromas que desconheço

Gostava de te dizer

Que não sou a alucinação extraviada do meu sangue

E que debaixo da minha pele há cores e instantes de frio

Gostava de poder passear contigo

E fazer parar os relógios...descansar

Descarnar os instantes em que todos os recantos me visitam

E esquecer a nódoa que os espelhos teimam em inflamar

Gostava de te dizer

Que não sou o peso que faz agoniar as pálpebras

E que o meu coração

É um instante esquecido no medo mudo da noite

Gostava de te dizer

Que os meus fantasmas são feitos de flores

E que os meus gestos

Não são mais que vagabundos à espera de ti

Porém posso dizer-te que o cansaço que me atordoa

Nasce da luz que anoitece em meu coração

Gostava de te dizer que a cidade já não tem nome

E que nos becos Deus esqueceu-se de aquecer as sombras

Por isso sou apenas um desejo

Que não sabe onde fica a agonia

Porque a minha estrela é um coração ausente...

8 comentários

Comentar post