Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

Hora lenta

Breve esperança a despontar na tarde

Sol de inverno olhar branco

Maré cheia caminho vasto

Sonho a despontar na proa dos veleiros

Beijo rápido e brusco....surpresa

Plenitude de almas em tarde leve

Perfeita respiração de dança

Hora lenta repuxo de água

Hora perfeita instante supremo

E leves os corpos bailavam na tarde

Espaçosos olhos riam para a vida

E na perfeição vasta da tarde

Clareou o nosso amor

Como se nos engolisse a infância e o poente

E ali vibrámos como quem renasce

Para todas as coisas que hão-de vir

Como quem transborda de amor!

 

Belém,5 janeiro de 1985

7 comentários

Comentar post