Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Insarável pássaro de fogo...

8421325.jpg

A angústia endurece-me a pele ferida..pássaro feito de promessas vidradas

As serpentes atravessam a minha noite que perdeu a dimensão

E...do mais profundo de mim ergue-se um vazio esplendoroso

Língua de ave a devassar o canto eterno do meu corpo

Crina de frágil promessa que os ventos espalharam pela Ásia

Se pudesse...sulcaria as sombras e o entusiasmo da melancolia

Beberia pela tua língua o sossego das cidades

Mas...nada trago nas algibeiras onde se acolhe a faca que me marca os dias

Dos teus cabelos recordo apenas o marulhar das madrugadas...o medo das manhãs

A insónia que nos acordava...como uma língua devassa e provocante

Não tinha nome nem tristeza...bastava-nos a aflição das ilhas e dos veleiros

Bastava-nos a melodia que se espalhava pelas areias onde os gatos se acoitavam

Havia algo a pairar...um prelúdio de ansiedade...um despertar no coro das falésias

O medo amanhecia...o eco recordava-nos...que o assombro era um rio sem ambições

Mas...por muito que as palavras esfriassem..

Havia uma ferida dentro de cada recanto de nós.

Como se fosse um insarável pássaro de fogo...