Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia

folhasdeluar

Poesia

Leves são as sombras

Leves são as sombras que respiram na suavidade dos teus olhos

Enfeitam as nascentes onde a hera se cobre com celestiais luzes

Em ti pressinto o pórtico onde o Destino fala à alma

Em ti visito a flor dourada que nasce na quentura do teu coração

Antes de ti... havia uma escada sem fim e sem começo

As pedras eram secretos caminhos cravejados com folhas de bronze

Visitemos as serras e as falésias frias...os abismos...as lamentações

Um dia todas as folhas te enviarão mensagens..

E mesmo as que habitam estranhas árvores te conhecerão

Porque eu..humilde bússola enfeitiçada

Irei até junto das mais longínquas costas..serei a tua minúscula luz imortal

Porém...por entre todas as verduras se erguem castelos

E nos cumes escarpados se pressentem anos de silêncio

Um silêncio que recorda...

O insaciável desejo de Redenção do Homem.

14 comentários

Comentar post