Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Longe do tempo

Nascemos felizes e límpidos como clarões

Depois..alargámos mares...

Bebemos marés... fomos por aí

Escorremos pelas ruas como pautas de músicas estranhas

E não percebemos...

Porque ficámos tão longe do tempo!

 

Somos simples como o luto que nos marca

Pobre corpo a anunciar nostalgias de sede e neve

Ainda agora as nossas mãos tocaram na alegria

E já tudo se desfez em vento e tranças

Já tudo aconteceu...

E nós aqui...a ver!

6 comentários

Comentar post