Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Luz

Nas tuas asas de luz cresce o meu gosto de sorrir

Na tua pele a minha alma ignora o despenhar das palavras

Que mais posso dizer sobre a espera desse instante

Em que volteias no aéreo sopro da tarde...

Como uma confidência ou uma irrealidade...

 

Vive em mim a tua chama feita de carne e osso...alma a luzir na penumbra de mim

Corpo a sentir a luz inconstante que me trás o teu recado de claridade

 

Já...agora...faço-me voz e assombro...faço-me falta... dispo-me de mim

Já... agora...espero pelo eco que nasce da tua presença...do teu halo

De todas as coisas que perdemos...onde nos perdemos?

Onde está essa anarquia de sermos feitos de luzes resplandecentes?

Onde vive a liberdade de deixar correr o corpo pelo tempo?

E guardar na alma toda a matemática dos momentos  gloriosos... que vivemos

 

Há no espaço das palavras uma andrógina presença de luz

Um inferno desmontável que corre dentro de um instante

Uma fuga ingénua....pois sabemos que não há fuga

Sabemos que a nossa missão não é fugir...

É acreditar... em ti...e em mim...