Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Máscara

Amanhã...deixarei os meus pés marcados no pó do sossego

Amanhã...farei de cada sonho gasto uma escultura

Porém...sei que nas minhas mãos não nascerão flores

E que o espaço é uma imensa gaveta onde guardo os olhos

E o infinito é uma viagem ao invisível mundo das lembranças

Que troçam dos dias em que me deito a fingir

Que sou uma máscara!

8 comentários

Comentar post