Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Meia-noite

À meia-noite sobem as sombras insensíveis...

Dizem roda...tecto...falam de lugares

E tu sabes que tudo o que sobe desce...

Procuras na alma? O que Sobe... E o que Desce?

Ou será que ela precisa de falar?

Há também uma constelação que fica entre a sombra e a ondulação

Um mar ...

De palavras sem lugar...

Estrelas finas... cintilam vagarosas no cristal da verdade

E tu...que dizes?

Sabes que a noite nada no dia...afoga-se na vida...

Mas tu... com mãos errantes  tocas a cegueira das sombras...

E abarcas as leis do mar!

 

2 comentários

Comentar post