Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Momentos...

Uma sombra fende-se em mil corpos

Abre-se como uma rua...

Espreito e pico-me nas lantejoulas da lua...

 

É sempre o mesmo luar a transitar de esquina em esquina

É sempre a mesma tumba a suspirar por mim.

 

Não há destino para o fumo

Não há lugar para enfeitar a fome

E os poços a encherem-se com lágrimas...

 

Há coisas tão bonitas para entreter as pessoas...e há

Gente sem sentido de humor a esgravatar na vida dos outros...

 

De repente...para meu espanto...as borboletas fizeram sexo...

E eu rebentei de riso como um balão inchado pela vida...

Enquanto o pastor chamava as ovelhas...