Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Música

Como música expirada a plenos pulmões

Transpiram de mim frases em línguas estranhas

Talvez assim me percebas...

Talvez estas frases se enrosquem em ti

E te prendam como veias entrelaçadas

Talvez nos unam com a eternidade

Essas frases que não nos fazem velhos...

Mas que se entrecruzam com os nossos dias

E nos cobrem como uma capeline...adoçando-os...

Não...as palavras não nos envelhecem

Mesmo que a nossa pele transpire

Mesmo que do piano saiam sons de notas quebradas

Mesmo que os gemidos se transformem em gritos

E as nossas pernas se cruzem...numa harmonia...

Toco a tua pele...tocas a minha pele...

Somos lianas enroscadas na vida...

Línguas zumbindo em volta do mel...

Como um pôr do sol...ou como rugas de mistério...

Porque sabemos que já vivemos

Que já contámos dias...que já fomos contados por eles...

E que alcançámos a melodia perfeita …

Como agora perfeito... é o nosso silêncio...

8 comentários

Comentar post