Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Na nova escola o aluno é responsável por si....

Há que fazer a distinção entre duas coisas:escola e educação. A escola que temos idealizada por adultos com base na sua forma de viver: canibalismo social, competição, concorrência e castigo, não corresponde ao tipo de educação que os alunos deveriam ter. A educação deveria ser baseada na criatividade, na participação e na liberdade de escolha. Poucos questionam a razão pela qual as crianças odeiam a escola e muito menos pensam no que há a que fazer para a tornar atractiva e praseirosa. A escola onde o aluno apenas “empina” só para o teste ou para passar de ano é inútil e castigadora. O aluno deveria estudar apenas o que lhe agradasse. Se o aluno quer ir para química ou biologia não faz sentido aprender matérias que nada têm a ver com essas disciplinas que a escola impôe porque entende que fazem parte da cultura geral e é aí que reside o problema, a cultura geral não pode ser imposta deve ser escolhida pelo aluno e é a ele que se deve dar a possibilidade de escolher o que quer estudar, não deve ser obrigado a estudar coisas que não lhe interessam e que não vai utilizar na vida prática, porque isso conduz ao desinteresse e à obrigação castradora da criatividade. Para além do caminho que o aluno escolheu para o seu futuro,(matéria sobre a qual deve estudar e só esta matéria deve ser obrigatória), o aluno deve ter a possibilidade de  escolher um tema de que goste, construir uma tese e apresentá-la no final do ano, só assim o aluno se torna criativo e participativo o que de facto virá a contribuir para a sua cultura geral é o prazer da descoberta e da auto-criação.