Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Nada para além da luz

Folha de liberdade...caos de prata

Isolada montanha a olhar o mundo

Murmúrio de mentira...estrela em fusão

As palavras são insignificâncias

Os cascos martelam os dias

Confissão ou mania...inútil ser

A mentira assola o dever...

De suportar a vida.

 

Nada para além da luz

Nenhum rosto nas estrelas

Fictícia folha a representar o sonho

Inútil melancolia a proibir o mundo

Metade paz...metade logro

E a outra metade a azedar

Num intolerável e inerte dever

O alicerce de vento...que cobre o tédio

Que levanta do chão

A apagada construção de nós.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.