Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Navio intocável..

images.jpg

Como um breve silêncio cintilas no gume acerado da água

Sentes a mão que afaga a cidade despida....o navio que parte...o porto

Olhas a ausência como se fosses uma febre solitária..tens delírios de sedes felizes

Pela tua fronte deslizam seixos...imagens de febres cintilantes

No vazio das águas procuras sentir as imagens que te destroem

Saudades de chamas furibundas..ainda as sentes

Mas já nada te retém...a espuma etérea apagou-se...

Levantou-se sonâmbula e triste..partiu debaixo de um sol apagado pela névoa

Já por ti passaram mil vozes depois da partida..fôlegos de espelhos feitos de lodo

Adormecem nas tuas mãos cruzadas sobre um turbilhão de sóis

Aproximam-de de ti lábios impiedosos...corpos desenhados no areal... desordenados

Na rua passeia-se o teu destino...levantam-se sombras...estremeces

Na rua há um vapor a sair de cada janela...

Uma imagem levanta-se no escuro...procura-te

E tu cristalina e pura...estás lá como um navio intocável..

Balançando nas águas escuras...

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.